Grupo Pesquisa Teatro Novo (GPTN)

GPTN

GPTN

Criado no ano de 1976, atua, ininterruptamente, há décadas à frente da comunidade catarinense, trabalhando com espetáculos de Teatro de Rua, Bonecos e encenações em casas de espetáculos.

O grupo tem um currículo invejável pelas montagens realizadas e prêmios conquistados nos diversos festivais dos quais já participou, em nível estadual, nacional e internacional. Com estas participações trouxe ao Brasil o I Entepola (Encontro de Teatro Popular Latino Americano) realizado em Florianópolis em 1996. A partir de 1995, o grupo passou a integrar o CLATP – Circuito Latino-Americano de Teatro Popular. Neste sentido, o GPTN já realizou oficinas no México, Paraguai e Chile, e recebeu oficineiros do Peru, Argentina, Chile e Uruguai. O Grupo Pesquisa gestionou, no ano de 1979, projeto junto ao INACEN – Instituto Nacional de Artes Cênicas (RJ) que resultou na criação do Teatro da UFSC. Já fez oito temporadas teatrais pelo Chile e esteve atuando com seu repertório ainda em Porto Rico, Argentina, Paraguai e México. Desde a sua criação, o Grupo Pesquisa tem a direção artística de Carmen Fossari. Ao todo, já foram produzidos mais de 60 espetáculos nos diversos gêneros teatrais.

ENTEPOLA – Encontro de Teatro Popular Latino-Americano é um evento que congrega grupos de teatro da América Latina e outros continentes. O evento nasceu no Chile, onde é realizado há vários anos com a coordenação do Cia. La Carreta. No ano de 1996, foi realizado pela primeira vez no Brasil, em Florianópolis, sob a coordenação do Grupo Pesquisa Teatro Novo da UFSC.

 

ASSESSORIAS

O Setor de Teatro presta assessorias a grupos locais e estaduais na área teórica e prática, incentivando a criação de novos grupos e a formação de atores. Dada a diversidade dos gêneros que abrangem a prática teatral, há um permanente intercâmbio com registro para o Teatro de Rua e suas técnicas, e a criação de dramaturgias a partir da literatura Catarinenses; sem contudo excluir as assessorias teóricas referentes aos métodos de Interpretação, Técnica Vocal e Teorias da História Universal de Teatro e Processos de Direção Teatral.

Dentre outras assessorias e cursos de teatro, registramos os realizados nas localidades de União da Vitória, Vitória da Conquista e Rio Mansinho, no Município de Fraiburgo, junto a assentamentos. Dentro do projeto, batizado de Gralha Azul (diversos órgãos públicos, gestionados pelo INCRA SC) objetivando o direito de fazer arte e desfrutar do lazer, privilégios que não podem ser exclusivos das cidades, bem como o desenvolvimento total da cidadania. A maioria dos municípios catarinenses já recebeu assessoria, através de cursos, workshops, bem como outros países da América Latina.

 

PESQUISAS EM CENA

OFICINA PERMANENTE DE BONECOS – é o espaço no qual o Grupo Pesquisa Teatro Novo realiza pesquisas de materiais e técnicas de confecção e manipulação de fantoches, marionetes, bonecos de vara, sombras e máscaras. O resultado das pesquisas é utilizado nas montagens do grupo e repassado à Oficina Permanente de Teatro.

NÚCLEO DE CONFECÇÃO DE OBJETOS CÊNICOS – os atores, técnicos e artistas convidados fazem pesquisas de materiais e reaproveitamento de material cênico, de forma que todas as produções do Grupo Pesquisa Teatro Novo (figurino e cenografia) sejam construídas pelo próprio grupo.

 

DRAMATURGIA A PARTIR DA LITERATURA CATARINENSE

Valorizando a criação literária catarinense, diversos autores barriga verde tiveram suas obras encenadas pelo Pesquisa Teatro Novo: Flávio José Cardoso, Argus Cirino, Raul Caldas Filho, Lindolfo Bell, Eglê Malheiros, Harry Laus, Joca Wolf, Fábio Brugmann, Cruz e Sousa, Clécio Espezim, Franklin Cascaes, Almiro Caldeira de Andrade. Da obra de Harry Laus, são oito encenações de suas obras.

 

CICLO DE LEITURAS DRAMÁTICAS

Através do Grupo Pesquisa Teatro Novo e da Oficina Permanente de Teatro são realizados ciclos de Leituras Dramáticas, encenadas, de textos da dramaturgia clássica, de forma que se amplie o público conhecedor dos grandes textos dramatúrgicos e conseqüentemente se amplie o público consumidor de teatro.

 

A PALAVRA, A CENA, A IMAGEM

Resumo do projeto aprovado pelo Pró-Extensão 2003/04 da UFSC

Através do Grupo Pesquisa Teatro Novo, que atua há mais de duas décadas junto à Universidade Federal de Santa Catarina, já foram encenadas mais de 50 peças teatrais. Uma grande maioria delas, adaptações da produção literária catarinense. Nos últimos oito anos, além de outros autores, têm sido encenados textos de Harry Laus, notável escritor catarinense, tema do vestibular da UFSC.

O Projeto de Extensão “A Palavra, A Cena, A Imagem”, dentro do processo de pesquisa literária, busca os signos artísticos capazes de traduzirem na cena teatral a palavra nascida da literatura, e, a seguir, efetua o registro em vídeo da obra encenada, possibilitando uma ampliação do público face ao resultado da obra.

O recurso do vídeo, com certeza, possibilita expandir o público; no caso, alunos das escolas públicas. Um recurso pedagógico fundamental para resgatar uma produção significativa que une literatura, teatro e audiovisual, especialmente porque as fitas são doadas para escolas públicas municipais e bibliotecas da Grande Florianópolis. Além de assistirem às apresentações em teatros e praças públicas, a comunidade pode ter acesso aos vídeos.

 

Objetivos:

– Dar continuidade à divulgação da obra do escritor Harry Laus, ampliando, através do teatro, o público motivado à leitura;

– Oportunizar às comunidades, sempre à margem das benesses culturais, o acesso a um teatro de qualidade literária e artística;

– Registrar a dramaturgia daí nascida, quer enquanto palavra (texto) quer enquanto imagens (vídeos);

– Superar a efemeridade do teatro, resgatando a linguagem criada, fruto de pesquisas e processos criativos, registrando as montagens;

– Ampliar o público consumidor de uma arte vinculada à busca do estético e do ético, de uma arte que se opõe a imagens projetadas usualmente através dos meios massivos de comunicação;

– Possibilitar material pedagógico para a TV Cultura e mesmo Cursos de

Literatura e Comunicação da UFSC e demais instituições interessadas;

– Possibilitar às Escolas Públicas cópias de vídeos das montagens das obras de Harry Laus, e de outros autores catarinenses também encenados pelo Grupo Pesquisa Teatro Novo da UFSC.

 

Coordenação do Projeto de Extensão: Carmen Fossari

 

ONDE VER A PRODUÇÃO DO PESQUISA

Anualmente são realizadas duas temporadas oficiais com o repertório teatral do Pesquisa. Elas acontecem no início de cada semestre, no Teatro da UFSC.

Veja curriculum e foto da diretora Carmen Fossari